Jipão chega à segunda geração

BMW X5

Sete anos depois de seu lançamento, no Salão de Frankfurt (Alemanha) de 1999, o jipão de luxo X5 chega à sua segunda geração. A apresentação do carro está prevista para o Salão de Paris (França), em setembro. O modelo chegará ao mercado com estilo renovado, novidades mecânicas e novos itens de segurança. O visual perdeu o ar clássico e ganhou mais esportividade.

A grade do radiador passou por mudança leve. Por outro lado, houve renovação nos faróis e entradas de ar. Pára-choque dianteiro e grade do radiador ficaram mais proeminentes. Além disso, o capô está mais alto que o da primeira geração. No capítulo motorização, o X5 continua disponível em três versões. Todavia, elas foram renovadas, e passam a entregar mais potência que os propulsores do jipão comercializado atualmente.

A versão a diesel é a 3.0, de seis cilindros, com 231 cavalos e 52,5 kgfm entre 2.000 e 2.750 rpm. Segundo o fabricante, o carro acelera de 0 a 100 km/h em 8,3 segundos. A motorização ganhou nova geração de sistema de injeção direta de combustível e mais componentes de alumínio, que reduziram seu peso em 25 kg. As duas opções a gasolina passam a vir com comando de válvulas variável VALVETRONIC.

O propulsor a gasolina mais fraco, 3.0 de seis cilindros, gera 272 cavalos e 31,9 kgfm a 2.750 rpm. Segundo a BMW, ele leva o modelo 0 a 100 km/h em 8,1 segundos. O topo da linha X5 vem com propulsor 4.8 V8, com 355 cavalos, que conduzem o veículo de 0 a 100 km/h em 6,5 segundos, informa o fabricante. O câmbio seqüencial de seis marchas também ganhou inovações que, ainda de acordo com a BMW, deixaram as trocas 50% mais rápidas.

No quesito segurança, há muitas inovações, que começam pela introdução do Head Up Display (visor ao redor dos olhos). Trata-se de um dispositivo que projeta informações do carro em forma de imagens em terceira dimensão no pára-brisa. Assim, o motorista tem melhor controle sobre velocidade, aceleração, entre outras funções. A tração xDrive passa a ser auxiliada pelos sistemas Active, com módulos Drive e Steering.

O primeiro atua em conjunto com o controle eletrônico dos amortecedores, promovendo melhor estabilidade ao jipão. O segundo facilita manobras em baixas velocidades. Pneus run flat também fazem parte do pacote de segurança. Eles permitem que o motorista conduza o carro por mais de 100 quilômetros, com velocidade até 50 km/h, se o pneu furar. Há ainda câmera de auxílio para manobras de estacionamentos.

Posicionadas na traseira do X5, elas produzem imagens de obstáculos, que são projetadas em tela no console central. O pacote de itens de série agora inclui controle dinâmicos de estabilidade (DSC) e tração (DTC). Outra novidade do carro está no interior: a BMW passa oferecer terceira fileira de assentos, com dois bancos, como item opcional. Na configuração sete lugares, a capacidade de carga fica em 200 litros. Com cinco bancos, sobe para 620 litros.

[wppa type=”slide” album=”3327″][/wppa]