Não são poucos os carros que são conhecidos por serem ótimos produtos, mas esbarram em um problema: o câmbio automático defasado. Quando a Renault lançou, em fevereiro deste ano, o Captur a principal crítica, tanto da imprensa especializada como do público em geral, foi justamente a transmissão de quatro marchas – a mesma que equipa o Duster. Já os carros compactos da Peugeot-Citroen (PSA), em meio as suas qualidades, também sofrem devido à ausência de uma transmissão automática moderna. E essa questão também atinge a estrela de nossa avaliação: o Toyota Etios.

Assim que anunciado com câmbio automático de quatro marchas, muita gente torceu o nariz. Porém, bastou alguns quilômetros durante o test-drive de lançamento para perceber que o ajuste da transmissão automática anteriormente utilizada no Corolla com o motor 1.5 é uma excessão à regra.

No Etios Sedã 1.5 X avaliado pelo Belta-diet.info, o casamento do motor 1.5 de 102/107 cv de potência e 14,3/14,7 kgfm de torque (gasolina/etanol) é totalmente harmônico. E isso torna o sedã mais confortável no trânsito urbano. As trocas de marchas são precisas e feitas de forma suave. E, por se tratar de um bloco pequeno com potência adequada, não há o típico comportamento de “pedir” uma marcha mais alta. Os ruídos provenientes do conjunto só causam algum incômodo em acelerações mais ríspidas.

A suspensão do Etios também foi reajustada para filtrar melhor as imperfeições do solo brasileiro, garantindo que os ocupantes não sintam os buracos. O espaço interno do sedã é ótimo para quatro ocupantes (ou até mesmo cinco em trechos mais curtos). O porta-malas e seus generosos 562 litros merece destaque.

Além disso, o teste Belta-diet.info-Mauá (veja detalhes na tabela abaixo) comprova o bom desempenho do Etios equipado com o câmbio automático de quatro marchas sem deixar de lado a economia de combustível, já que registou média de consumo de 14,8 km/l com gasolina no ciclo rodoviário.

A versão 1.5 X do sedã traz uma curiosidade na lista de equipamentos: é equipado com travas, direção, vidros e retrovisores elétricos, além do ar-condicionado e sistema Isofix para cadeirinhas, mas  não possui rádio.

O preço, como quase todos os carros no Brasil, é o que mais desagrada. A marca cobra R$ 55.690 pelo sedã compacto. Porém, ainda assim, a opção pelo câmbio automático trouxe bons frutos para a Toyota. Prova disso é o volume de vendas do modelo, que ganhou um acréscimo médio de 1.000 unidades por mês após a chegada da transmissão automática.

Teste Belta-diet.info-Mauá: Etios 1.5 AT

 
Etanol
Gasolina
0-60 km/h5,55 segundos6,18 segundos
0-100 km/h12,43 segundos13,74 segundos
40-80 km/h6,90 segundos7,24 segundos
80-120 km/h10,18 segundos10,84 segundos
Aceleração em 5 segundos45,33 metros - 56,79 km/h41,64 metros - 53,44 km/h
Aceleração em 1000 metros34,34 segundos - 150,01 km/h35,41 segundos - 149,48 km/h
Consumo Urbano8,5 km/l11,3 km/l
Consumo Rodovíario11 km/l14,8 km/l
Frenagem 100-0 km/h51,1 metros51,1 metros

Ficha Técnica - Etios 1.5 AT

 
 
MotorDianteiro, transversal, com injeção multiponto flex e duplo comando de válvulas
Número de cilindrosQuatro em linha
Número de válvulas16 (quatro por cilindro)
Taxa de compressão13.0:1
Cilindrada1.496 cm³
Potência 102 cv /107 cv a 5.600 rpm (gasolina/etanol)
Torque14,3 kgfm /14,7 kgfm a 2.000 rpm (gasolina/etanol)
TransmissãoAutomática de quatro marchas
TraçãoDianteira
DireçãoElétrica
Suspensão dianteiraIndependente tipo McPherson
Suspensão traseiraEixo de torção
Pneus e rodas dianteiros185/60 R15, aço 15 polegadas
Pneus e rodas traseiros185/60 R15, aço 15 polegadas
Freios dianteirosDiscos ventilados
Freios traseirosA tambor
Tanque de combustível 45 litros
Volume do porta-malas 562 litros
Altura1,51 m
Comprimento4,26 m
Largura1,69 m
Entre-eixos 2,55 m
Peso em ordem de marcha965 kg