De acordo com o  com carros autônomos que estão sendo testados em cidades da região.

Deste total, 13 acidentes envolveram os modelos da divisão de autônomos da General Motors, a GM Cruise. Somente no mês de setembro, os carros sem motorista da gigante norte-americana tiveram presença em seis ocorrências deste tipo. No entanto, a GM faz questão de ressaltar que nenhum dos acidentes foi grave ou teve pessoas feridas, sendo que todos eles foram motivados por condutores de veículos comuns.

O levantamento aponta também que os carros da Waymo (way forward in mobility, ou sigla para caminho aberto para a mobilidade), pertencente à empresa Alphabet e dona do Google, tiveram envolvidos em três acidentes durante todo o ano, enquanto o modelo sem motorista do Uber registrou apenas uma ocorrência.

Mesmo que os carros sejam feitos para rodar sem a presença de um motorista, a legislação local exige que todos os autônomos que rodam em teste tenham uma pessoa a bordo para tomar o controle em situações de emergência.

Imagem: Divulgação