As fabricantes chinesas não param de fazer cópias descaradas de carros consagrados. Land Rover Range Rover Evoque, Volkswagen up! e Tiguan, Porsche Macan, BMW i3 são apenas alguns exemplos recentes de modelos que foram alvo de polêmicas relacionadas ao plágio de design – em alguns casos, as chinesas também copiam tecnologias criadas pelas concorrentes.

O mais recente caso de “clonagem” feita por uma marca chinesa, no entanto, não envolve nenhum modelo atual. A fabricante Suzhou Eagle foi buscar no passado a sua vítima: o clássico Isetta da BMW.

Batizado de Eagle EG6330K, o carrinho chinês ficou com o visual (muito) próximo ao do microcarro da BMW. Alguns detalhes fazem a diferença; o chinês possui quatro portas ante apenas uma abertura frontal do modelo alemão, além de contar com o conjunto óptico modificado.

Se no verdadeiro Isetta um dos destaques era a sua capacidade de economizar combustível (o clássico fazia até 22 km/l), no clone chinês um dos chamarizes é o sistema de propulsão elétrico que garante autonomia para rodar até 120 km e atingir velocidade máxima de 60 km/h, de acordo com a Suzhou Eagle. A fabricante chinesa faz questão de ressaltar que desenvolveu o Eagle EG6330K pensando nos consumidores jovens que utilizam o carro em grandes cidades.

Imagens: Divulgação /