Enquanto a nova geração do Renault Duster está em fase de testes para estrear no Brasil no início de 2019, o Belta-diet.info decidiu avaliar a atual geração do modelo para determinar se o veterano ainda é uma boa opção de compra. A configuração escolhida para o teste é a equipada com o motor 1.6 SCe e câmbio automático do tipo CVT, que parte de R$ 77.690 na versão Expression com  a pintura sólida vermelho Vivo – as demais cores custam entre R$ 650 (branco Glacier) e R$ 1.600 (metálicas).

De série, o SUV traz os obrigatórios airbags dianteiros e freios ABS, além dos ganchos Isofix para a fixação de cadeirinhas no banco traseiro e controles eletrônicos de tração e estabilidade. No que diz respeito ao conforto, há direção eletro-hidráulica, volante e banco do motorista com regulagem de altura, ar-condicionado e vidros elétricos nas quatro portas com função de fechamento com um toque na dianteira.

Já a configuração Dynamique (R$ 83.590) adiciona o terceiro apoio de cabeça no banco traseiro, faróis de neblina, para-choques na cor do veículo, repetidor de seta lateral, sistema multimídia MediaNav com tela de sete polegadas sensível ao toque, comandos de áudio na coluna de direção, computador de bordo, piloto automático, banco traseiro bi-partido, retrovisores elétricos, vidros elétricos com fechamento e abertura com um toque em todas as janelas e sistema antiesmagamento na dianteira, câmera de ré, rodas de liga leve de 16 polegadas e volante revestido de couro. O carro avaliado pelo Belta-diet.info contava ainda com bancos parcialmente revestidos couro (R$ 1.700) e a pintura metálica Marrom Safari (R$ 1.600), fechando a conta em R$ 86.890.

No quesito motorização, o Duster leva sob o capô o novo motor SCe 1.6 de 16 válvulas de até 120 cv de potência com etanol e 16,5 kgfm de torque, independentemente do combustível. A caixa automática de variação contínua simula seis velocidades.

Em termos de desempenho, esse conjunto é mais agradável que o anterior propulsor 1.6 16V e também mais “amigável” em termos de suavidade e consumo que o veterano 2.0 16V combinado ao arcaico câmbio automático de quatro marchas. Em movimento, o Duster CVT não empolga, mas anda no ritmo suficiente para atender a proposta de quem exige o conforto do câmbio automático no uso cotidiano.

De resto, é o Duster que já conhecemos. O acabamento interno é mais simples que o da maioria dos concorrentes, enquanto a ergonomia continua sendo um dos pontos fracos devido o posicionamento pouco intuitivo de alguns instrumentos. A tela da central multimídia, por exemplo, fica posicionada muito abaixo da linha de visão do motorista, obrigando-o a desviar o olhar da estrada por um tempo maior que o ideal apenas para acessar um comando do rádio. Já o espaço da cabine continua sendo uma das referências entre os SUVs compactos.

Caso o consumidor tenha uma família que precisa de espaço, não se importa muito com o visual defasado, se contente com os equipamentos essenciais e a proximidade do lançamento de uma nova geração, a versão Expression atende as expectativas em termos de custo-benefício, pois custa cerca de 10% a mais que alguns hatches aventureiros. Já a configuração Dynamique completa já invade a faixa de preços de opções mais modernas e interessantes disponíveis no mercado.

Teste Belta-diet.info-Mauá
 
Consumo cidade8,1 km/l (e)
10,3 km/l (g)
Consumo estrada12,5 km/l (e)
15,9 km/l (g)
0 a 60 km/h5,78 segundos (e)
5,94 segundos (g)
0 a 100 km/h 13,55 segundos (e)
13,99 segundos (g)
0 a 120 km/h 20,09 segundos (e)
20,77 segundos (g)
Retomada 40 a 100 km/h10,14 segundos (e)
10,69 segundos (g)
Retomada 80 a 120 km/h10,62 segundos (e)
10,84 segundos (g)
Aceleração em 400 metros19,10 segundos - 117,93 km/h (e)
19,34 segundos - 117,09 km/h (g)
Aceleração em 1000 metros35,38 segundos - 145,17 km/h (e)
35,67 segundos - 145,06 km/h (g)
Frenagem 100 a 0 km/h53,8 metros

Ficha técnica
 
MotorDianteiro, transversal, aspirado, quatro cilindros em linha, 16 válvulas, flex
Cilindrada (cm³)1.998
Potência (gasolina/etanol)118 cv / 110 cv
Torque (gasolina/etanol)16,1 kgfm / 16,5 kgfm
TransmissãoAutomática do tipo CVT
TraçãoDianteira
Suspensão dianteiraIndependente tipo McPherson com barra estabilizadora
Suspensão traseiraEixo de torção com barra estabilizadora e molas helicoidais
Freios dianteirosDiscos ventilados com ABS
Freios traseirosTambores com ABS
Rodas e pneusLiga leve de 16 polegadas, 205/60 R16
DireçãoEletro-Hidráulica
Comprimento (metros)4.32
Largura (m)1.82
Altura (m)1.68
Distância entre-eixos (m)2.67
Volume do porta-malas (litros)475
Tanque de combustível (litros)50
Peso em ordem de marcha1276
Altura do solo (milímetros)210

Fotos: Renan Rodrigues e Divulgação