Clones chineses de carros consagrados já não novidades, como o caso do Range Rover Evoque. No entanto, modelos como Volkswagen Tiguan, Porsche Macan e até mesmo o clássico BMW Isetta sofreram com essas cópias. Agora foi a vez do hiperesportivo Bugatti Chiron sofrer com este problema.

A empresa Sahndong Qilu Fengde resolveu criar o P8, que é considerado um veículo elétrico de baixa velocidade, dispensando a habilitação. Além disso, o modelo é cerca de 40 cm menor que o Chiron original. A empresa tem também cópia elétricas do Audi R8 e do Lamborghini Murcièlago.

Em termos de potência, o modelo tem apenas 3.35 cv produzidos por um pequeno motor elétrico, que o leva aos 50 km/h de velocidade máxima limitada eletronicamente. A carga da bateria com autonomia de 150 km leva 10 horas para ser recarregada em uma tomada doméstica de 220 Volts.

O pequeno elétrico custa US$ 5 mil (ou R$ 18.400 em conversão simples), enquanto o Chiron, que não é vendido na China, chegaria ao país oriental custando o equivalente a R$ 32 milhões. Um dos motivos são as leis anti-poluição, que penalizam com impostos maiores os carros com altas taxas de emissões.

Fotos: