Sergio Marchionne, ex-CEO do Grupo Fiat Chrysler Automóveis ( FCA), morreu nesta quarta-feira (25) aos 66 anos. A informação foi confirmada pela direção da FCA. Nascido em Chieti, Itália, Marchionne deixa esposa e dois filhos.

Mundialmente reconhecido pelo seu trabalho à frente da Fiat, Marchionne passou 14 anos no comando da companhia, criando o Grupo FCA ao somar as forças da Fiat com a Chrysler. O ex-CEO foi responsável pela recuperação da empresa americana, focando especialmente na Jeep, tarefa que Mercedes-Benz e Chevrolet tentaram e não conseguiram.

No último ano, após especulações no mercado Chinês, recusou vender a Jeep. Este ano esteve no Brasil para inaugurar o terceiro turno da operação da fábrica da Fiat em Goiana, Pernambuco. Sua aposentadoria era prevista para o final deste ano.