A BMW está convocando os proprietários de 52 unidades do novo M5, fabricadas entre 8 de março e 21 de junho de 2018, para agendarem o reparo gratuito do sensor do nível de combustível. De acordo com a fabricante, foi verificada a possibilidade de mau funcionamento do sensor por conta do posicionamento irregular do tubo de combustível.

Caso o veículo apresente a falha, poderá ocorrer pane seca pela leitura incorreta da quantidade de combustível no tanque. A BMW alerta que, nesse caso, não está descartada a possibilidade de ocorrência com danos físicos e materiais aos ocupantes do veículo e a terceiros.

O serviço de reparo, realizado a partir de 6 de agosto, leva cerca de uma hora e não tem custo aos clientes. Os chassis não sequenciais dos carros envolvidos no recall vão de G965626 a G967113.

Os proprietários do novo BMW M5 podem obter mais informações ou agendar o serviço por meio do site ou pelo Serviço de Atendimento ao Cliente no telefone 0800 019 7097, de segunda a sexta-feira, das 8h às 19.

Classificado pela BMW como o M5 (R$ 694.990) mais rápido e potente da história, o sedã é equipado com um motor 4.4 V8 biturbo a gasolina, que rende 608 cv de potência e 76,5 kgfm de torque. Dotado de câmbio automático de oito marchas e tração integral, o M5 atinge os 100 km/h em apenas 3,4 segundos e a velocidade máxima de 250 km/h (limitada eletronicamente).

Com o acréscimo do pacote Performance, o preço do M5 sobe a R$ 739.950 por conta da inclusão de discos de freio de cerâmica, teto e capa do motor em fibra de carbono (redução de 21 kg do peso total do carro) e limitador de velocidade máxima em 305 km/h.

Fotos: Divulgação