Image

Volkswagen Jetta GLI com motor 2.0 TSI de 230 cv do Golf GTI é revelado nos EUA

07

fev
2019

A Volkswagen revelou nesta quinta-feira (7) no Salão de Chicago, nos Estados Unidos, o Jetta GLI, versão esportiva do sedã fabricado no México. Chamado pela própria Volks como “Golf GTI com porta-malas grande”, o modelo é equipado com o mesmo conjunto mecânico do hatch com o qual compartilha a plataforma MQB.

O Jetta GLI leva sob o capô o motor 2.0 TSI, sobrealimentado com turbo e injeção direta, que entrega 230 cv de potência e 35,7 kgfm de torque. Nos Estados Unidos, ele será vendido com câmbio manual de seis marchas, mas terá a automatizada DSG de sete velocidades e dupla embreagem como opcional. A variante incorpora o sistema start-stop para favorecer o consumo de combustível.

Diferentemente das versões mais mansas, o Jetta GLI conta com suspensão traseira multilink no lugar do sistema de eixo de torção por conta do desempenho superior. Segundo a Volkswagen, os freios a disco nas quatro rodas com pinças pintadas de vermelho vieram do Golf R vendido na Europa, assim como o diferencial de deslizamento limitado.

O Jetta GLi conta com detalhes estéticos exclusivos, como a grade dianteira com friso vermelho, rodas de liga leve de 18 polegadas e escape duplo.  O visual fica ainda mais invocado com a suspensão 1,5 centímetro mais baixa que a das versões “convencionais”.

Entre os principais equipamentos de série há ar-condicionado digital de duas zonas, bancos de couro, central multimídia, painel digital configurável, faróis de LED com acendimento automático, quatro modos de condução, entre outros.

Prestes a celebrar 35 anos, o Volkswagen Jetta poderá ganhar, nos Estados Unidos, uma variante ainda mais equipada da versão GLI, com detalhes estéticos exclusivos, um quinto modo de condução e amortecedores adaptativos.

O Jetta GLI começa a ser vendido no mercado norte-americano baseado nas versões SE e SEL a partir de março, quando os preços serão divulgados.

Em setembro do ano passado, uma unidade do sedã esportivo foi enviada para um evento na Argentina, onde a sua venda está confirmada para este ano. Na ocasião, José Carlos Pavone, designer brasileiro responsável pelo desenho dos carros da marca vendidos na América Latina, afirmou que o Jetta GLI não deverá ser comercializado no Brasil por questões mercadológicas, uma vez que poderia invadir a faixa de preços de modelos de segmentos superiores, como o Passat e o Tiguan.

Fotos: Divulgação

Top