Image

Praticamente fora de linha, Ford Fiesta fica mais barato que o Ka

14

mai
2019

Após promover uma série de descontos na tabela do EcoSport, a Ford reajustou também os preços do Fiesta. Prestes a sair de linha devido o fechamento da fábrica de São Bernardo do Campo (SP), o hatch está até R$ 1.700 mais em conta, dependendo da versão (veja os valores abaixo).

O maior desconto foi aplicado à configuração SE 1.6 com câmbio manual, que teve o preço reduzido de R$ 52.690 para R$ 50.990. Para efeito de comparação, a versão equivalente do Ka, o carro de entrada da Ford no Brasil, parte de R$ 52.440 (SE 1.5 manual).

CARSALE RECOMENDA:
+ Conheça a Mitsubishi L200, picape casca-grossa
+ Prefere SUV? Tem o Mitsubishi Eclipse Cross
+ Suzuki Vitara: estilo que faz sentido

O Fiesta SE (R$ 50.990) é equipado de série com chave canivete, direção elétrica com regulagens de altura e profundidade, ar-condicionado, vidros, travas e retrovisores elétricos, banco do motorista com ajuste de altura, rodas de aço de 15 polegadas com calotas, faróis de neblina, airbags frontais, freios com ABS e Isofix para a ancoragem de cadeirinhas infantis no banco traseiro. A central multimídia SYNC é o modelo da geração anterior.

Na variante intermediária SE Style (R$ 54.990) há o acréscimo de controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, espelhos externos pintados de preto com repetidores de seta, rodas de liga leve de 16” e acabamento externo escurecidos.

Já a topo de linha SEL (R$ 54.610) adiciona ar digital, rodas de liga leve de 15”, central multimídia SYNC 3 com tela tátil de 6,5 polegadas e compatibilidade com os sistemas Apple CarPlay e Android Auto, além de acabamento interno exclusivo e chave programável.

Somente a versão SEL possui a última geração da central multimídia SYNC

Fiesta SE 1.6 – R$ 50.990 (custava R$ 52.690)
Fiesta SE Style 1.6 – R$ 54.990 (custava R$ 56.590)
Fiesta SEL 1.6 – R$ 56.610 (custava R$ 58.090)

Desde janeiro, todas as versões do Fiesta são comercializadas apenas com a motorização Sigma 1.6 16V flex de até 128 cv de potência e câmbio manual de cinco marchas.

Já a ótima motorização EcoBoost 1.0 turbo de três cilindros a gasolina de 125 cv, até então disponível apenas com o polêmico câmbio automatizado PowerShift de dupla embreagem e seis velocidades, também deixou de ser oferecida no começo do ano. O Fiesta equipado com esse propulsor teve poucas unidades vendidas por conta do preço elevado e pela ausência da tecnologia bicombustível.

+Ford Fiesta SEL Style EcoBoost x VW Polo Highline: qual o compacto turbinado mais vantajoso?

Fotos: Divulgação
“Belta-diet.info Recomenda” é uma ação publicitária independente do conteúdo editorial