Image

Fiat anuncia investimento de R$ 8,5 bi para ter até 3 SUVs e motores turbo

22

mai
2019

A Fiat Chrysler Automóveis (FCA) confirmou, nesta quarta-feira (22), um investimento de R$ 8,5 bilhões no Brasil para produzir motores e novos veículos. De acordo com o presidente da empresa, Antonio Filosa, serão lançados 15 produtos das marcas Fiat e Jeep até 2024. O aporte anunciado é o maior feito pela Fiat no país desde 1976, ano de inauguração da fábrica de Betim (MG).

CARSALE RECOMENDA:
+ Conheça a Mitsubishi L200, picape casca-grossa
+ Prefere SUV? Tem o Mitsubishi Eclipse Cross
+ Suzuki Vitara: estilo que faz sentido

Desse montante, R$ 500 milhões serão destinados para a construção de uma moderna fábrica de motores turbo flex também em Betim. Com isso, serão criados 1.200 novos postos diretos de trabalho, sendo que a capacidade de produção da unidade será de 400 mil motores por ano. O lançamento do primeiro carro com essa motorização está previsto para o final de 2020.

Jeep Renegade já recebeu motores turbo na Europa

Jeep Renegade recebeu motor turbo na Europa no ano passado

Os novos propulsores, baseados na família Firefly, terão duas opções por aqui: 1.0 turbo de três cilindros com cerca de 125 cv de potência (estreou recentemente no Jeep Renegade europeu) e 1.3 turbo de quatro cilindros configurado para 150 cv ou até 185 cv, dependendo da aplicação. Apesar dos bons números de potência, os motores focam nos parâmetros de consumo e emissões de poluentes presentes no regime Rota 2030.

Com concepção moderna, os propulsores contarão com injeção direta bicombustível, turbocompressor com válvula de alívio variável, bloco de alumínio e sistema MultiAir com variador eletrônico de fase das válvulas de admissão. As unidades terão ainda coletor de escape integrado ao cabeçote (com quatro válvulas por cilindro ante duas dos Firefly aspirados), sistema de arrefecimento misto e bomba de óleo variável.

A expectativa é que o motor 1.0 turbo substitua, aos poucos, o veterano 1.8 16V e.TorQ aspirado nos Fiat Argo e Cronos e no Jeep Renegade. Já o 1.3 turbo será utilizado na picape Fiat Toro e no SUV Jeep Compass, aposentando também os motores Tigershark 2.0 e 2.4.

Questionado sobre o destino da Tritec, fábrica dos motores 1.6 e 1.8 e.TorQ em Campo Largo (PR), Filosa disse que a unidade seguirá ativa por pelo menos mais quatro ou cinco anos, uma vez que esses propulsores têm demanda de exportação para a Argentina, Itália e Turquia.

Com esse investimento, a Fiat finalmente atenderá o pedido dos seus concessionários para contar com pelo menos um SUV em seu portfólio. Apesar da Jeep liderar o segmento com Compass e Renegade, a rede de lojas acredita que um utilitário esportivo poderá alavancar as vendas da marca italiana.

A Fiat não revelou qual será o primeiro novo modelo dos 15 previstos para os próximos cinco anos, mas antecipou que dois ou três deles serão utilitários esportivos. As especulações apontam de maneira mais consistente para um SUV baseado na Toro, possivelmente inspirado no estilo cupê do conceito Fastback, apresentado na última edição do Salão do Automóvel de São Paulo.

Também é possível que a Toro dê origem a um SUV com desenho mais convencional para acomodar mais dois passageiros em uma terceira fileira de assentos. Um modelo compacto derivado da plataforma do Argo também está nos planos da Fiat.

Motor turbo movido 100% a etanol
A FCA anunciou ainda o desenvolvimento do E4, um propulsor movido apenas a álcool baseado no 1.3 turbo flex. O objetivo é diminuir a diferença (de até 35%) de consumo do derivado de cana-de-açúcar em relação à gasolina. A empresa pretende criar um propulsor de maior eficiência energética e menor impacto ambiental, uma vez que o etanol é um combustível renovável. A novidade não deverá estrear antes de 2022.

Veículos movidos a GNV não pagarão IPVA em Minas Gerais
Aproveitando o anúncio dos investimentos, o Governador de Minas Gerais, Romeu Zema (NOVO-MG), assinou um decreto que isenta veículos movidos a GNV do pagamento de IPVA. Recentemente, a Fiat voltou a vender o sedã Grand Siena com preparação para o Gás Natural Veicular, no entanto, o kit de adaptação é opcional.

Imagens: Divulgação e Guilherme Silva
Projeção Toro SUV: Kleber Silva

“Belta-diet.info Recomenda” é uma ação publicitária independente do conteúdo editorial

Sobre o autor

Editor-assistente. Gosta e acompanha o universo automotivo desde que se conhece por gente. Prefere carros compactos e práticos, mas sempre se diverte quando precisa avaliar um utilitário no fora-de-estrada ou acelerar um superesportivo num autódromo.