Image

E aí, Mercedes? Classe A Sedan custa R$ 139.900, e obedece ordens por mais R$ 30 mil

18

jul
2019

A Mercedes-Benz inicia as vendas do Classe A Sedan (chamado de CLA na geração anterior) no Brasil nas versões A 200 Sedan Style e A 200 Sedan Advance. O modelo, que foi apresentado no Salão do Automóvel de São Paulo de 2018, completa a gama A iniciada pelo hatch A 250 Vision. Os preços: R$ 139.900 e R$ 169.900.

Com esses valores, o A 200 Sedan Style assume o posto de carro mais “barato” da Mercedes no Brasil. O sedã CLA 180 custa R$ 142.900. Já o Classe A hatch parte de R$ 201.900, com especificações técnicas diferentes.

As duas versões do A Sedan possuem o mesmo motor M282, um 4-cilindros turbo de 1,3 litro a gasolina (isso mesmo, esse Mercedes é um 1300 — ou, mais precisamente, um 1.332 cm) capaz de entregar 163 cavalos de potência e 25,5 kgfm de toque máximo, este numa ampla faixa de rotação (1.620 a 4.000 rpm), sinal de calibragem voltada ao uso urbano. O câmbio é automatizado de dupla embreagem com sete velocidades.

Num sinal de preocupação com a eficiência, o motor possui sistema de desativação de cilindros. Em situação de baixa exigência, funciona com dois. Em retomadas e em picos de rotação, usa os quatro. Segundo a fabricante, o zero a 100 km/h é cumprido em 8,1 segundos, e a vellcidade máxima é de 230 km/h.

Uma curiosidade é que esse motor foi desenvolvido em parceria com a Renault. Na Europa, esse propulsor recebe a designação TCe para equipar a nova geração do Dacia Duster.

Um dos destaques do modelo é o sistema multimídia inteligente MBUX (Mercedes-Benz User Experience), que faz sua estreia mundial no Classe A com cockpit digital de alta resolução de duas telas — de 7 polegadas na Style e 10,2 polegadas na Advance. Somente nesta versão, as funções podem ser acionadas por voz (com uso de software de reconhecimento de fala).

De acordo com a marca alemã, o usuário cuja voz está autorizada controla o ajuste do ar-condicionado, a escolha de uma estação de rádio e a abertura da persiana do teto solar, entre outras coisas, falando assim:

“Olá, Mercedes”
“Oi, Mercedes”
“E aí, Mercedes?”

E, em seguida, ordenando a ação específica.

CONTEÚDO — Os R$ 30 mil a mais cobrados na versão Advance devem-se a esse sistema, e também ao pacote Progressive, que inclui duas saídas de escape, frisos cromados nas janelas, acabamento do painel e detalhes do volante e das portas em alumínio escovado, além de banco do motorista com ajustes elétricos e memória.

O Classe A Sedan mede 4,55 metros, oferece porta-malas de 430 litros e rodas de liga de 18 polegadas. A versão Style possui alguns itens de aparência inspirados na divisão de performance AMG. O pacote de assistência à condução, nas duas versões, herda itens de semi-autonomia do Classe S.

Imagens: divulgação